Motiva - A Escola das Grandes Conquistas
Notícias

Aluno do Motiva estreia em exposição no Museu de São Francisco

O aluno do 9º ano do Ensino Fundamental do Colégio Motiva, Guilherme Gouveia, participará de sua primeira exposição artística no Centro Cultural São Francisco. A mostra coletiva dos alunos do Ateliê Molina contará com a participação de três quadros em acrílica sobre tela de paisagens da cidade de João Pessoa, do Chile e Canadá. A exposição estará aberta à visitação a partir desta quinta-feira, dia 04, e permanecerá com a programação até o dia 31 de outubro. O horário de funcionamento do Centro Cultural é de segunda a domingo, das 9h às 12h, e das 14h às 17h.

Com apenas 14 anos de idade e um talento surpreendente, Guilherme contou que desde muito pequeno sentia interesse pelo mundo da pintura e dos desenhos. “Desde sempre tenho a lembrança de gostar de pintar e desenhar. Meu presente preferido sempre foi tinta. Durante a semana, por conta dos estudos, não tenho muito tempo para me dedicar, mas aos finais de semana e nas férias pintar e desenhar é minha diversão favorita. Não tem lugar melhor no mundo do que o meu quarto”, destacou o artista.

Aos seis anos de idade Guilherme iniciou as aulas de pintura, mas mesmo antes disso a família já havia percebido que os rabiscos que o menino fazia mostravam uma habilidade maior em relação a sua pouca idade. Hoje, mesmo afirmando que o universo da pintura e dos desenhos é ainda encarado como uma diversão, o menino dedica 6h semanais aos estudos da arte, além de ocupar boa parte do seu tempo livre com seus quadros e desenhos.

“A pintura e o desenho são um passa tempo, não penso em focar como uma profissão a seguir. A arte é como eu consigo expressar tudo o que passa na minha cabeça. Tenho sensibilidade aguçada e com a arte consigo dar vazão a isso”, comentou o artista.

Com o avançar da idade, sempre dedicado aos desenhos e a pintura, Guilherme já consegue até destacar o seu amadurecimento como artista. “Quando pequeno gostava muito de desenhar bruxas, o mundo da fantasia. Hoje, gosto de desenhar rostos que capturo em filmes e tento reproduzi-los. Gosto também de pintar paisagens, lugares abertos e que tenham céu. Faço o uso de fotografias do meu irmão para retratar algumas paisagens. Não tenho uma técnica estabelecida, tento sempre experimentar”, concluiu Guilherme.

 

Para mais informações sobre o artista: @guilhermegts_arts