Motiva - A Escola das Grandes Conquistas
Notícias

Diretor geral do Colégio Motiva participa de missão da Unesco ao Canadá e Estados Unidos

O Diretor Geral do Colégio Motiva, o professor Carlos Barbosa, continua em visita técnica ao Canadá e Estados Unidos com a finalidade de conhecer sistemas de ensino do mundo. Carlos integra a comitiva do Programa de Escolas Associadas à Unesco (PEA-Unesco) no Brasil e visitará as cidades de Quebec e Toronto, no Canadá, e de Nova York, nos Estados Unidos. A missão finaliza suas atividades nesta quinta-feira, dia 10.

De acordo com informações repassadas pelo diretor, a missão técnica iniciou suas visitas na província de Ontário, em Toronto, Canadá. Lá a comitiva brasileira fez sua primeira escala na sede do Ministério da Educação. Após a visita ao Ministério, o grupo seguiu para a primeira escola canadense a ser visitada, a David Suzuki Secondary School. A escola recebeu o nome do ativista ambiental canadense David Suzuki e oferece em seu currículo um programa que é rico em estudos ambientais e modelos de práticas sustentáveis. A escola também se distingue pelo alto nível de tecnologia disponível na escola e que é utilizado nas aulas.

A missão brasileira já passou também pela sede da Organização das Nações Unidas, em Nova York, onde encontrou-se com o embaixador Frederico Meyer, representante alterno do Brasil na ONU. Ainda na cidade americana, a comitiva conheceu três escolas, entre elas, Avenues School, uma das escolas mais famosas do mundo, que abrirá uma de suas unidades em São Paulo, ainda este ano.

A Avenues foi fundada em 2012 por Benno Schimidt, ex-presidente da Universidade Yale, Greenberg, ex publisher da revista “Esquire”, e Chris Wittle, também do setor de educação. Neste momento, há mais seis campi da Avenues em desenvolvimento, mas sem aberturas oficiais anunciadas: Xangai, Londres, Doha, Miami, Dubai, Vale do Silício, Washington DC e Cidade do México. A Avenues é uma instituição bilíngue, que propõe um ensino diferenciado, batizado de “novo pensamento escolar”, formado por pilares de excelência: cuidado com os métodos de ensino, alto nível de professores (de diversas nacionalidades) e ambiente que colabora com os estudos.

 

Carlos Barbosa com o embaixador Frederico Meyer

 

Carlos Barbosa na sede da ONU em Nova York

 

| Texto | Érica Chianca  | Fotos | Artur Cavalcanti