Motiva - A Escola das Grandes Conquistas
Notícias

Livro destaca história da construção do Motiva Oriental

Uma das obras mais rápidas da Paraíba, 28 mil metros quadrados de construção e duas mulheres no comando. Esse foi o pano de fundo do livro ‘Flores nos Canteiros’, da jornalista Flávia Lopes, que foi lançado na quinta-feira, dia 14, utilizando o espaço da edificação do Motiva Oriental para acolher os mais de 100 convidados. A publicação, que destaca o canteiro de obras do Oriental, aborda a inclusão das mulheres no mercado de trabalho da construção civil, e, acima de tudo, a história profissional e de vida das duas engenheiras que comandaram a obra da mais nova sede da escola, localizada no bairro do Altiplano, em João Pessoa.

As engenheiras Cida Medeiros e Luzia Teles, personagens principais do livro, não só construíram em tempo recorde um empreendimento equiparado a 10 prédios de 10 andares, mas comandaram juntas, entre fornecedores, colaboradores e terceirizados, mais de 700 profissionais durante o período. Os dados robustos, tanto da grandiosidade do prédio como do tempo recorde de sua execução, já marcou a história da construção civil na Paraíba e no Nordeste, destacando ainda mais a valiosa participação feminina no cenário atual do setor. Na opinião da autora, ao contar a história do Motiva Oriental e de suas engenheiras, o livro é um perfil jornalístico que fala principalmente sobre o empoderamento feminino.

“O prédio é uma obra gigantesca, é uma façanha impressionante. Foi ao saber dos detalhes da construção que sugeri para as duas escrever o livro. O título é uma metáfora, pois a palavra canteiros representa o próprio local de trabalho, mas flores significa resiliência, resistência. A atividade desempenhada pelas profissionais inspira força e convicção de que lugar de mulher é em todo canto! O livro foi escrito para quem busca inspiração, seja na vida ou na carreira profissional”, destacou a escritora e jornalista Flávia Lopes.

Ainda de acordo com a autora, a publicação busca mostrar a representatividade feminina em setores de trabalho conhecidos pela predominância masculina, como é o caso da construção civil. “O livro Flores nos Canteiros fala de engenharia de forma humanizada. Contamos a história de superação de duas mulheres engenheiras que lutaram para chegar onde estão e hoje se destacam na profissão que escolheram”, afirmou.

Além disso, o livro ‘Flores nos Canteiros’ traz um capítulo mais técnico, com uma entrevista com as engenheiras explicando seus métodos de atuação no campo da engenharia, dicas que podem ajudar outros profissionais a erguerem uma obra de sucesso. A publicação também traz dicas de planejamento e controle dentro da construção civil, mas que podem ser aplicadas por outros profissionais em sua área de atuação e em seus campos. ‘Flores nos Canteiros’ também mostra um pouco do cenário paraibano no setor da construção civil, contanto com entrevistas de mulheres de destaque.

Sobre a autora- ‘Flores nos Canteiros’ é o primeiro livro de Flávia Lopes. A escritora e jornalista por profissão nasceu em Fortaleza, Ceará, mas logo cedo mudou-se para João Pessoa, na Paraíba, onde se formou em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal da Paraíba. Atualmente é pesquisadora da Pós-graduação em Comunicação da UFPB, na linha de pesquisa Mídia, Cotidiano e Imaginário. Já trabalhou em diversos setores da área de jornalismo, desde jornais impressos, portais, programas de TV a assessorias de comunicação.

 

| Texto | Érica Chianca  | Fotos | Artur Cavalcanti